Blog do Portal

Farol de neblina: por que ele é fundamental nas estradas?

novembro 28, 2017

Você já ouviu falar do farol de neblina? Sabe como e quando usá-lo? E os faróis auxiliares, sabe para que servem? É muito comum ver carros nas ruas com esses equipamentos instalados. Com a popularização dos chamados faróis auxiliares, duas formas de iluminação complementares caíram no gosto do brasileiro: as lanternas de milha e de neblina. Porém, ainda hoje existe muita confusão sobre a diferença entre eles.

Infelizmente, vários motoristas experientes ainda não sabem como utilizá-los corretamente, deixando de aproveitar os benefícios da utilização adequada desses itens. Por isso, trouxemos um texto que vai lhe ajudar com algumas dicas básicas para utilizar da melhor maneira possível esses equipamentos. Confira!

O que são faróis de neblina?

Essa é uma categoria de iluminação automotiva feita para minimizar o reflexo de luzes gerado pela névoa ou pela chuva. As lanternas são instaladas logo abaixo do farol normal, no máximo a 80 cm do solo. Sua luz é direcionada para o chão, melhorando a visualização das laterais da estrada (trilhos de proteção, “olhos de gato”, calçadas, linhas divisórias etc.).

Não use lâmpada branca no farol de neblina, pois o nevoeiro é um fenômeno climático esbranquiçado, dificultando a visualização do seu veículo por outros motoristas.

Como usar o farol de neblina corretamente?

Esses faróis são muito úteis para você que gosta de viajar nas horas vagas. Eles podem ser utilizados para garantir seu conforto e segurança em diversas intempéries que dificultam a visão do motorista. Ou seja, esse tipo de iluminação é fundamental não somente durante a neblina, mas também quando o motorista passar por tempestades, nevoeiro, poeira e cerração.

Ao enfrentar alguma dessas adversidades, deve-se primeiramente acender as luzes de posição e o farol baixo, que serão fundamentais para a visualização do seu veículo por outros motoristas. Lembre-se também de reduzir a velocidade e aumentar sua distância em relação a outros veículos para evitar acidentes.

Aqui vai uma dica: por iluminar a estrada imediatamente à frente do veículo com uma luz curta e larga, o uso do farol de neblina melhora a visibilidade de curvas e de superfícies irregulares na pista. Assim, ele pode ser usado para complementar a iluminação noturna e lhe ajudar a evitar buracos e lombadas não sinalizadas. Porém, tente não utilizá-lo em vias movimentadas porque sua luz incomoda muito os outros motoristas na ausência de neblina.

Posso usar sempre esses faróis?

Os faróis de neblina são um grande auxiliar em situações de perigo, porém, é importante ressaltar que eles nunca devem ser utilizados isoladamente. Infelizmente, muitos motoristas erram ao usar essa iluminação complementar no lugar do farol baixo. Fique atento porque isso é infração de trânsito e pode gerar algumas multas.

Um ponto importante é que com a lei determinando o uso do farol baixo durante o dia em rodovias, a luz de neblina pode até ser usada como complementar à lanterna baixa, mas nunca no lugar. Apenas as DRL — luzes diurnas — podem ser usadas como substitutas, uma vez que são projetadas exatamente para este fim.

Outra confusão comum é a crença de que seja proibido o uso do farol de neblina em vias iluminadas, ou quando não há visibilidade baixa. Na verdade, o que o Código de Trânsito proíbe é o uso de farol alto nessas condições e isso inclui os faróis de milha. Devido ao equívoco entre as funções dessas duas categorias de iluminação, muita gente acredita que utilizar esse equipamento na cidade descumpre a lei, mas não é bem assim.

Afinal, o que são faróis auxiliares?

São assim chamados os dispositivos de iluminação que não são obrigatórios por lei. Os dois tipos mais comuns são as luzes de neblina, que já falamos acima, e o farol de milha. Esses dispositivos complementam a utilização das lanternas convencionais, sendo úteis em situações específicas.

Vários modelos de carros possuem esses equipamentos disponíveis como opcionais de fábrica, bastando pedir a inclusão destes itens no orçamento na hora da compra ou escolher um seminovo que já tenha esses acessórios instalados.

Caso você já tenha um carro e se interessou por um desses equipamentos que estão se tornando fundamentais para os motoristas, procure por uma loja especializada e solicite a instalação.

Farol de milha: para que serve?

Esses dispositivos são desenvolvidos para iluminar longas distâncias e são utilizados para aumentar o conforto visual do motorista. As também chamadas lanternas de longo alcance devem ser instaladas nos pontos mais elevados do carro, na mesma altura dos faróis ou um pouco acima deles. A luz de milha possui um foco bem concentrado, o que contribui para aumentar a distância visível para o motorista.

Essa iluminação complementar só deve ser utilizada em conjunto com o farol alto e está exposta às mesmas regras legais de operação. Suas luzes só devem ser usadas à noite e quando não vier ninguém no sentido contrário.

Lembre-se que visibilidade é tão importante para os outros quanto para você. Além disso, o uso inadequado desses equipamentos pode levar a multas e perda de pontos na carteira de acordo com o Código Brasileiro de Trânsito.

Quando devo utilizar o farol de milha?

Durante algumas viagens, trafegamos por estradas desertas, com má sinalização e com baixa luminosidade ambiente. Nessas condições, mesmo com a utilização do farol alto, o motorista fica exposto a algumas situações de riscos.

Nesses momentos, ao acionar o farol de milha junto com a luz alta, você ganha mais iluminação focada na dianteira do veículo, melhorando a visibilidade e sendo muito útil para enxergar obstáculos na estrada, como buracos, animais e troncos na pista.

Enxergar esses obstáculos com maior facilidade pode fazer toda a diferença entre sofrer um acidente ou chegar em segurança ao seu destino. Por serem muito úteis em estradas com pouca infraestrutura, essa categoria de iluminação automotiva é muito comum em carros que participam de rali ou trilhas.

Jamais confunda a utilização desse equipamento com os faróis de neblina, porque nas condições de cerração e chuva as luzes de milha prejudicam significativamente a visibilidade, podendo causar acidentes graves.

Gostou de saber sobre a importância do farol de neblina? Aproveite a visita para assinar a nossa newsletter. Desse jeito você vai receber as nossas atualizações na sua caixa de entrada e se manter atualizado!