Blog do Portal

Porta-malas: 4 cuidados que você deve ter

agosto 22, 2016

Estepe, caixa de ferramentas, compras de supermercado, malas, sacolas, caixa de primeiros socorros… se não cabe nos bancos do carro, é só colocar no porta-malas, certo? Não é bem assim!

O porta-malas é um recurso importante do veículo e pode ser usado para transportar bagagens e itens essenciais do automóvel de forma prática e segura, liberando espaço interior e permitindo um trajeto confortável para todos os ocupantes.

Porém, se não for utilizado da maneira correta, além de deixar o motorista sujeito a multas por infrações no trânsito, o risco de problemas no sistema de rodas e freios aumenta e pode danificar seriamente o veículo.

Para aproveitar toda a capacidade do seu porta-malas e viajar tranquilo, confira nossas dicas:

#1 Armazene corretamente os itens obrigatórios

O porta-malas é o local apropriado para guardar objetos de uso essencial para o veículo, como a caixa de ferramentas ou o kit que costuma acompanhar o carro, com triângulo de sinalização, chave de roda e macaco. Esses objetos devem estar presos no fundo ou no canto do porta-malas, e se guardados em caixas, elas devem estar lacradas ou trancadas.

Dessa forma, em caso de freadas bruscas ou ao passar por lombadas, valetas ou buracos, os objetos permanecem seguros e não oferecem risco aos ocupantes ou ao próprio veículo.

#2 Deixar objetos soltos, nem pensar

Você deixaria uma caixa de ovos no porta-malas, durante uma viagem ou passeio? O resultado seria desastroso, não é mesmo? Ao parar ou sair com o carro, nas curvas ou nas freadas, a caixa iria se deslocar dentro do porta-malas e causaria um estrago. O mesmo raciocínio vale para qualquer objeto que não esteja preso, como sacolas, malas e principalmente itens pequenos e leves.

Além de constituir uma infração de trânsito, o costume de deixar objetos soltos no porta-malas é extremamente perigoso: um item de 3 quilos, por exemplo, em uma velocidade de 80 km/h, pode ter seu peso aumentado em até 80 vezes! Durante uma colisão ou acidente, o resultado dessa negligência pode ser fatal.

#3 Organize a bagagem no porta-malas

Organizar as malas e bagagens no porta-malas pode ser uma tarefa complicada, mas existem algumas recomendações para ajudar no aproveitamento máximo do espaço, com segurança e praticidade.

As malas maiores e volumes mais pesados devem ser colocadas primeiro, seguidas de maletas menores ou volumes mais leves. Outra dica é deixar os itens mais pesados no centro, para que o peso fique melhor distribuído entre os eixos do carro, mantendo o carro equilibrado.

Mochilas podem ser colocadas em cima das malas, e, por último, sacos mais leves, caixas de isopor, travesseiros e outros objetos, sempre presos ou acondicionados em caixas e porta-objetos (especialmente nos casos de garrafas de água ou latas de refrigerante, por exemplo).

O tampão interno do porta-malas serve para separar a bagagem, e não como apoio – não devem ser colocados objetos ou sacolas em cima dele. Outro cuidado importante é não obstruir a visão do motorista – o vidro traseiro deve estar completamente visível.

#4 Não exceda a capacidade de armazenamento

A capacidade de carga de cada porta-malas varia de acordo com o modelo do veículo, e respeitar esse limite é fundamental para uma viagem segura e confortável. Trafegar com excesso de bagagem não somente aumenta o consumo de combustível, pesando no bolso, mas também pode causar problemas nas rodas, nos pneus e no motor do carro, especialmente se o peso não estiver bem distribuído.  

Com um porta-malas limpo e organizado, sua viagem será mais tranquila e segura!