Blog do Portal

Entenda qual o óleo de motor mais adequado para seu carro

julho 12, 2016

O óleo de motor é fabricado a partir de óleos básicos e aditivos e sua função é lubrificar e proteger o motor, evitando o contato direto entre as superfícies metálicas, além de ajudar na refrigeração.

Ao decidir realizar a troca do óleo do motor, o proprietário deve levar em consideração algumas especificações, que são determinadas pelo fabricante do veículo, de acordo com o modelo e o tipo de motor.

No artigo de hoje, você vai aprender as principais características e entender qual o óleo de motor mais adequado para o seu carro!

Viscosidade

É a resistência dos fluidos ao seu fluxo ou cisalhamento. No óleo de motor, está relacionada à capacidade de suportar a carga referente ao movimento e ao consequente atrito, que desgasta as peças.

Óleos mais viscosos oferecem maior capacidade lubrificadora, porém menor mobilidade. Ou seja, óleos mais viscosos que o especificado pelo fabricante podem não percorrer todas as áreas do motor com eficiência, principalmente na partida a frio.

A maioria dos óleos atuais são multiviscosos, comportando-se de maneiras diferentes, de acordo com a temperatura do motor e do ambiente.

A classificação SAE é formada por dois números que indicam a viscosidade do óleo de motor em temperaturas baixas e altas. Interpretá-lo é bem simples. Veja:

  • Quanto menor o primeiro número, mais fino e menos viscoso o óleo é quando está frio, assim, ele é capaz de alcançar todas as áreas do motor rapidamente na hora da partida.
  • O segundo número aponta a viscosidade em altas temperaturas. Com o calor, o óleo de motor fica mais viscoso e cria uma camada mais grossa entre as peças, protegendo melhor contra o desgaste. Entre os dois números, há o caractere “W”, winter em inglês.

Os óleos mais versáteis são os que têm a maior diferença entre os valores das viscosidades. Mas isso não significa que o óleo mais versátil seja o mais indicado para o seu carro. Leve sempre em consideração as especificações do fabricante do veículo.

Desempenho

O desempenho do óleo de motor é conseguido através da aplicação de diversos aditivos à sua fórmula básica, que mostraremos a seguir:

  • Detergentes: ajudam na limpeza do motor e neutralizam ácidos corrosivos formados na queima do combustível.
  • Dispersantes: mantém as fuligens e as borras em suspensão no óleo, evitando entupimentos.
  • Aditivos: diminuem o desgaste do motor, formando uma camada química entre as partes móveis. São importantes nas situações de maior exigência do motor e durante as partidas a frio.
  • Antioxidantes: retardam a degradação natural do óleo, prolongando sua vida útil.
  • Modificadores de atrito: diminuem a resistência às peças, visando economia de combustível.
  • Anticorrosivos: impedem a corrosão do motor.

Os óleos comercializados no Brasil utilizam a classificação API para medir o seu grau de desempenho. Ela é composta de duas letras, sendo que a primeira mostra qual o tipo de motor indicado: gasolina, álcool, flex (S) ou diesel (C); e a segunda, o grau de eficiência do óleo. Quanto mais distante da letra A, melhor.

A classificação mínima comercializada no Brasil é a SJ, mas já temos no mercado óleos de classificação SN, muito superiores aos primeiros.

Base de formação

A base de formação diz respeito ao modo como o óleo básico é obtido. Atualmente, existem três tipos:

  • Mineral: obtido do petróleo bruto, através do refino.
  • Sintético: fabricado por meio de processos químicos sofisticados, é um produto de qualidade superior.
  • Semissintético: é uma mistura dos dois tipos anteriores, aproveitando as melhores características de cada.

Especificações

Atualmente, é comum que os fabricantes de automóveis contratem as empresas de lubrificantes para desenvolverem produtos específicos para suas marcas, com os aditivos certos para oferecerem maior eficiência, de acordo com as características de funcionamento e os materiais usados nos motores. Portanto, consulte o manual do seu carro para saber qual é o óleo mais indicado para ele.

Ao optar por não utilizar a marca de lubrificante certificada no manual, é fundamental atentar-se às características de viscosidade, desempenho e base de formação indicadas nele.

Agora que você já sabe qual é o óleo de motor mais adequado para o seu carro, não deixe de compartilhar esse artigo nas suas redes sociais!