Blog do Portal

Conheça os principais tipos de seguro de veículos

janeiro 26, 2018

A violência do trânsito brasileiro e o aumento da criminalidade tornam praticamente obrigatória a contratação de um seguro para proteger seu veículo. Afinal, quem planeja a compra do primeiro carro não quer correr o risco de ter prejuízos e nem de perder o patrimônio em alguma batida ou roubo.

Ainda que você assine o contrato com a seguradora esperando nunca precisar usar o serviço que ela oferece, deve lembrar que a prevenção sempre é o melhor caminho. Ou seja, vale a pena ter com quem contar ao enfrentar um problema com o carro. Na melhor das hipóteses, você nem aciona o seguro e pode desfrutar de um bom desconto na hora de renová-lo.

Mas afinal, você conhece todos os tipos de seguro de veículos disponíveis para contratação? Se informe neste post e saiba como escolher a melhor opção!

Qual é a importância do seguro?

O seguro é uma modalidade que permite a transferência do risco sobre o seu veículo. Na prática, você contratará uma empresa para se responsabilizar pelas ocorrências que possam comprometer o seu patrimônio. No Brasil, ele é uma necessidade — principalmente para quem dirige todos os dias.

O seguro promove economia e tranquilidade para você, que não precisará enfrentar um sinistro sozinho ou arcar com altos custos para a recuperação do carro. Ele é importante mesmo para quem dirige de forma defensiva, afinal, é impossível controlar imprevistos relacionados a outros motoristas e à ação de criminosos.

Quais são os tipos de seguro de veículos?

As seguradoras oferecem diversos formatos de coberturas para a sua escolha. Veja quais são os principais e como diferenciá-los:

Proteção contra roubos e furtos

Essa é uma modalidade mais básica de seguro, que cobre apenas prejuízos referentes a crimes. Como oferece uma cobertura limitada, essa opção costuma ser mais barata e ter condições mais flexíveis. O valor da apólice depende apenas do ano e modelo do carro, e não do perfil do motorista.

Ao contratar esse serviço, é importante que você saiba que a indenização só acontece quando o carro não é recuperado ou quando é encontrado com danos que representem mais que 75% do seu valor.

Muitas seguradoras oferecem o rastreamento do veículo junto com esse seguro. Dessa forma, é possível encontrar o seu carro rapidamente e sem maiores estragos. Essa opção é muito interessante para quem não pode pagar por um seguro completo, mas vive em cidades com alto índice de criminalidade.

Cobertura em desastres

Esse tipo de seguro oferece cobertura contra danos materiais que sejam consequências de calamidades, como raios, explosões, incêndios, enchentes, nevascas, etc. Como se tratam de situações bem específicas, o serviço é contratado geralmente em localidades que enfrentem esses riscos com maior frequência.

Indenização em perda total

A perda total acontece quando o veículo não pode ser recuperado ou quando o valor necessário para sua restauração é superior a 75% do que ele vale. Nesses casos, a seguradora indeniza o proprietário com o valor integral do carro. Essa cobertura é muito importante para o dono do veículo, já que impede que ele perca todo o seu patrimônio em uma situação de sinistro ou roubo.

Seguro de terceiros

Na cobertura a terceiros, o segurado dá preferência para resolver danos que ele venha causar em outros veículos. Dessa forma, o foco do seguro não é cobrir condições do seu carro, mas avarias materiais, físicas ou morais causadas a outras pessoas.

Assim como a cobertura contra roubo e furto, essa também é uma opção mais barata. Isso faz com que muitos motoristas que não conseguem pagar o pacote completo optem por, pelo menos, evitar prejuízos causados por indenizações a terceiros — em caso de batidas de carro.

Seguro de acidentes de passageiros

Entre os tipos de seguro de veículos, esse é próprio para quem trabalha com transporte de pessoas, como táxis, ônibus fretados ou van escolar. Pela legislação de trânsito brasileira, esses motoristas são obrigados a contratar um seguro que cubra danos causados aos passageiros. Essa modalidade não inclui cobertura às avarias no veículo.

Seguro compreensivo

Essa é a opção mais conhecida pelos brasileiros, pois se trata daquele seguro chamado de tradicional ou completo. Pela sua cobertura bem mais abrangente, ele é também o mais caro. Afinal, o seguro compreensivo reúne quase todas as coberturas citadas até aqui, como acidentes, roubo, furto e indenização a terceiros, além de oferecer assistência mecânica.

Ao contratar esse serviço, você tem a proteção total do seu carro e conta com cobertura para situações específicas, como danos a retrovisores, vidros e faróis. Além disso, é possível contratar adicionais, por exemplo: carro reserva, cobertura de acessórios ou assistência 24h com guincho — o que oferece mais segurança nas viagens.

O que avaliar antes de contratar um seguro?

Todos os tipos de seguro de veículos que citamos têm suas vantagens e limitações. Não existe a melhor opção para todas as pessoas, portanto, o ideal é levantar as suas necessidades e, a partir disso, definir a modalidade que mais se encaixa no que você precisa.

Para tomar essa decisão, lembre-se de avaliar toda a relação custo-benefício e não apenas o preço final. Também é fundamental observar o contrato e entender todos os detalhes da cobertura para não acabar frustrado quando requisitar algo que não foi contratado. Pense sobre os riscos que você corre na sua rotina e procure proteção contra eles.

Faça essa análise com atenção, pois pode não valer a pena abrir mão de alguns serviços apenas para economizar na apólice. Contar com um corretor de seguros de confiança pode ser de grande ajuda nessa escolha. Ele vai explicar para você as particularidades dos planos e aconselhar sobre os benefícios e custos de cada cobertura.

Para encontrar uma seguradora, faça uma pesquisa de mercado e peça diversas cotações, comparando os preços e as coberturas oferecidas. Além disso, pesquise relatos de pessoas que já contrataram o seguro avaliado. Na internet, é possível ter acesso à opinião dos consumidores, na forma de elogios ou reclamações.

Agora que você conhece os principais tipos de seguro de veículos, avalie as suas demandas e procure um serviço que ofereça suporte a elas. Não se esqueça de analisar com cuidado o contrato e conhecer os preços da apólice e das franquias. Assim, você estará pronto para fechar o melhor negócio.

Quer ficar sempre bem informado sobre o seu carro? Então, assine a nossa newsletter e acompanhe os próximos conteúdos!