Blog do Portal

Conheça 11 tipos de combustíveis e suas principais diferenças

janeiro 15, 2018

Sabe aquele parente que, nas reuniões em família, sempre diz que “no meu tempo tudo era mais simples”? Bom, quando estamos falando de tipos de combustíveis, ele pode ter razão. Antigamente, era comum encontrar apenas 3 variedades nas bombas. Hoje, a história é bem diferente.

Com o avanço tecnológico, muita coisa mudou, especialmente no setor automotivo. Os carros recebem cada dia mais tecnologia e apresentam propostas bastante inovadoras quando se trata de consumir combustível. Com a necessidade de tornar os motores mais econômicos e menos poluentes, os combustíveis também foram evoluindo e hoje existem diversas opções no mercado para abastecer o carro.

Mas será que você conhece todos os tipos e sabe a função e a indicação de uso de cada um? No post de hoje, abordaremos 11 tipos de combustíveis e mostraremos suas principais diferenças para que você não cometa nenhum equívoco na hora de abastecer. Vamos lá?

1. Gasolina comum

Mais fácil de ser encontrada nas bombas e também a mais conhecida do consumidor, a gasolina comum (oficialmente conhecida como Tipo C) contém enxofre na composição, o que a deixa mais poluente e também ocasiona o acúmulo de detritos no sistema de combustão ao longo dos anos.

De coloração amarelada, ela ainda pode conter de 25% a 27% de etanol anidro na composição, o que é regulamentado por lei.

2. Gasolina aditivada

A gasolina aditivada é a mesma Tipo C, porém a com a adição de agentes detergentes em sua composição, o que a deixa com uma coloração esverdeada. Diferente da comum, os detergentes da aditivada impedem o acúmulo de detritos e promovem uma limpeza interna do motor.

Vale ressaltar que, apesar de muita gente acreditar que esse tipo de gasolina aumenta a potência do motor, ela não tem nenhum impacto na performance do carro.

3. Gasolina premium

Bem mais cara e também mais difícil de ser encontrada, a gasolina premium tem uma composição bastante diferente da Tipo C. Com uma octanagem maior, ela é capaz de produzir uma queima muito eficiente, trazendo mais potência.

Essa eficiência também ajuda a prolongar a vida útil dos componentes do motor que estão ligados ao sistema de combustível e combustão, poluindo menos e durando mais.

4. Etanol

O etanol, popularmente conhecido como álcool veicular, é um dos combustíveis mais conhecidos no país. Aqui no Brasil, maior produtor e consumidor desse tipo de combustível, ele é produzido principalmente a partir da cana-de-açúcar e é categorizado como renovável, diferente da gasolina e do diesel.

Ele tem uma octanagem maior do que a da gasolina, o que gera mais potência ao motor, mas também acaba tendo um consumo maior. Além disso, por conter 4% de água, o carro precisa ser preparado e certificado para utilizar esse combustível sem danificar o motor.

5. Etanol aditivado

Além de ser mais caro que o etanol comum, o aditivado tem um rendimento em média 3% maior do que o comum. Isso traz um pouquinho de potência a mais e ainda ajuda o carro a consumir menos.

Assim como acontece com a gasolina aditivada, o etanol aditivado contém agentes detergentes que limpam o motor e ajudam a prevenir problemas recorrentes em carros flex como o entupimento dos bicos, por exemplo.

6. Diesel comum

O diesel comum é um dos combustíveis mais utilizados pela frota de veículos pesados do país e do mundo. Devido a seu alto rendimento e aos motores diesel desenvolverem muito torque, ônibus, caminhões e máquinas pesadas utilizam esse tipo de combustível.

Seu preço é competitivo, mas sua principal desvantagem está na poluição. O derivado do petróleo tem uma queima diferente dos outros combustíveis, o que acaba gerando níveis de poluição muito maiores do que a gasolina e, principalmente, o etanol.

7. Diesel S-10

O S-10 é um diesel menos poluente, desenvolvido para atender às determinações de consumo e poluição dos motores modernos e também de entidades reguladoras como o PROCONVE (Programa de Controle à Poluição do Ar por Veículos).

Alguns veículos novos só podem ser abastecidos com diesel S-10, pois o diesel comum, além de poluir mais, pode danificar componentes do motor preparados para receber apenas a versão mais moderna do combustível.

8. Diesel aditivado

O diesel aditivado (tanto S-10, como o comum), como acontece com outros combustíveis de nossa lista, também possui agentes detergentes para eliminar resíduos, corrosão e até bolhas que se formam no armazenamento do combustível.

A diferença nesse caso é que esses agentes começam a agir já durante o abastecimento. Em muitos casos, a limpeza no tanque é tão grande que é possível ganhar uns litros a mais.

9. Diesel premium

O diesel premium (tanto S-10, como o comum) conta com uma composição especial. Ele contém uma maior quantidade de catano e hidrocarboneto, que aumentam a qualidade da ignição do combustível. Isso traz mais desempenho ao motor, melhorando a queima e a emissão de gases.

A principal diferença que o motorista deve notar é nas retomadas, que são o calcanhar de Aquiles dos motores diesel há muitos anos.

10. GNV

Muito popular entre os taxistas de diversas capitais e grandes cidades do país, o Gás Natural Veicular (GNV) ocupa o segundo lugar do combustível menos poluente de nossa lista. Ele também é o que apresenta o melhor consumo e o menor preço, chegando a ser 60% mais barato que a gasolina.

A desvantagem está no espaço que os cilindros ocupam no porta-malas e a qualidade das preparações para GNV. Geralmente, os carros que já possuem a opção de GNV de fábrica duram muito mais tempo do que os convertidos posteriormente.

11. Eletricidade

O mais novo ocupante na lista de combustíveis é a eletricidade. Os carros elétricos estão lentamente se tornando realidade, pelo menos no Brasil. Aqui, o principal veículo a utilizar esse tipo de combustível é o BMW i3, mas modelos híbridos como o Prius e o Fusion já começaram a deslanchar.

A eletricidade é mais barata que qualquer combustível de nossa lista. Ela também emite zero poluentes e é de longe o combustível mais ecológico. A grande desvantagem é o tempo de recarga, mas que vem sendo superado com a utilização de postos de recarga super-rápidos.

E aí, conhecia todos os tipos de combustíveis à sua disposição? São muitas variações e, muitas vezes, não sabemos qual vale a pena utilizar. Por isso, aproveita para dar uma lida em nosso artigo: Vale a pena usar gasolina aditivada? Entenda!